O Sal da Terra

Tempo de leitura: 2 minutos

Em pleno século 17, mais precisamente no ano de 1654 na cidade de São Luís do Maranhão, o padre Antonio Vieira dizia a respeito das propriedades do sal no “Sermão de Santo Antonio aos Peixes” , que o efeito deste é impedir a corrupção e se ele não cumpre sua função ou é porque o sal não salga, ou a terra não se deixa salgar.

Creio que Jesus não se dirigiu apenas aos apóstolos mas a toda a humanidade, como é próprio da mensagem universal evangélica, onde a sabedoria do Mestre apresenta em palavras simples ensinamentos para todas as gerações. Disse ele: “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens.”

Quais são as propriedades do sal?
Dar sabor e combater a corrupção (entenda-se corrupçao também pelo seu sentido literal, que significa apodrecimento). Ele dá nova vida, novo sentido, amplia e realça o sabor do alimento ao mesmo tempo que permite que ele se conserve e que não estrague.
O sal da terra são os pregadores, a princípio, os que têm a palavra do evangelho, cuja missão é difundir o cristianismo, porém se o sal não cumpre sua função, é porque os pregadores falam de si próprios, ou esquecem o que é de Deus, ou só pensam em interesses terrenos.
A terra pode não se deixar salgar, ouvintes que buscam interesses pessoais e mesquinhos aoinvés de seguir a Cristo, ou platéias que são atentas na palavra, mas que esquecem tão rápida e facilmente o que ouviram antes.
O sal que não salga só presta para ser lançado fora.
Não é por isso que a mensagem não seja verdadeira. Ela o é. Como disse Paulo: “Combati o bom combate”.

holy bible

Todos podemos dar sabor à terra, com simples e singelos gestos de amor e fraternidade a cada dia de nossa jornada na vida que nosso Pai preparou cuidadosamente para nós.
Nosso Mestre Jesus se referia a todos, e somente quando todos compreenderem sua mensagem de amor é que o mundo será renovado, são nossos atos diários que darão sabor à terra, está em nossas mãos a conservação do bem e o combate à corrupção em todos os sentidos, somente a união dos homens e a fé em Deus, traduzidos em atos de amor transformarão o mundo em um mundo de paz.

Deixe uma resposta